Putin: ONGs estrangeiras são agentes americanos.

Em entrevista nacional pela TV, Putin atacou as ONGs financiadas pelo exterior, chamando seus ativistas de traidores e agentes estrangeiros.

Ficou claro que se referia ao            EUA,  “quando falou que o país que fornecia o dinheiro deveria usá-lo para pagar o déficit nacional deles e parar de insistir com sua custosa e ineficiente política internacional.”

Para Putin, as ONGs de origem americana fazem propaganda das instituições do seu país, além de apoiar e até financiar candidatos liberais contra o governo.

ONGs já receberam na Rússia, desde 1991, 2,6 bilhões de dólares da Agência Americana de Desenvolvimento Social e Econômico.

A Agência propõe aplicar cerca de 52 milhões em 2013, a maior parte para organizações  pró democracia e direitos humanos.

Putin não ficou nas críticas.

Apresentou e fez aprovar nas duas câmaras do parlamento russo lei que obriga as ONGs financiadas pelo exterior a se registrarem como “agentes estrangeiros”, expressão com que também devem assinar seus textos.

Vai pegar muito mal no público, pois na Rússia, “agente estrangeiro” quer dizer “espião.”

O não cumprimento dessa disposição legal implicará em processo criminal.

É uma lei que vai enfraquecer várias ONGs respeitáveis e suas ações, especialmente em defesa de direitos humanos que na Rússia de Putin não são gêneros de primeira necessidade.

Se certas ONGs, ligadas aos   partidos democrata e republicano dos EUA, eventualmente interferem na política do país onde estão sediadas, o certo seria reprimir esse tipo de ação, que é, de fato, uma intervenção estrangeira indesejável.

Acho errado fazer os inocentes pagarem pelos culpados, prejudicando o trabalho importante que muitas ONGs internacionais realizam na terra de Tolstoi, graças ao auxílio  que recebem dos EUA e da União Européia.

2 pensou em “Putin: ONGs estrangeiras são agentes americanos.

  1. Putin está corretíssimo, a maioria dessas “ONGs” são um câncer que corrói vários países, interferindo em projetos estratégicos de defesa etc.. em detrimento ao desenvolvimento de nações que estão a todo pique crescendo. O ex- xerife do mundo (EUA) tem que entender que sua estrela de xerife foi arrancada pela Rússia, China, Índia, e Irã que são países soberanos, e ter noção que o mundo não é mais unipolar e sim multipolar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *