Pentágono desumano.

Obama tem declarado que as forças americanas, por ordens suas, tomam o maior cuidado para evitar que os drones lançados contra suspeitos de terrorismo dêem cabo também de civis inocentes.

Parece que, pelo menos neste ano, tem sido assim.

Daqui pra frente tudo será diferente.

As instruções do Pentágono ao uso de drones, que antes advertiam os operadores para evitar o mais possível atingir inocentes, mudaram.

Agora, falam em tomar precauções para que as mortes de civis não sejam excessivas.

Há uma diferença entre procurar evitar mortes civis e procurar matar um número menor deles.

Claro, suavizando essa obrigação de proteger terceiros, ganha-se maior eficiência no objetivo de matar terroristas.

Uma semana depois da publicação das novas instruções,  um drone matou três camponeses paquistaneses, inclusive uma criança de 2 anos.

Com certeza, um deles não era terrorista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *