Paquistão: a volta dos drones.

Em  novembro, helicópteros americanos atacaram um posto militar paquistanês na fronteira com o Afeganistão, matando 26 soldados.

As explicações do comando dos EUA não satisfizeram os militares do Paquistão.

Eles pressionaram o governo para impor algumas retaliações entre as quais a proibição dos drones – aviões sem piloto – continuarem atacando a região do Waziristão para matar terroristas.

Há muito tempo os generais protestavam contra os drones porque muitos camponeses acabavam mortos nos bombardeios.

Esperava-se que a proibição fosse definitiva mas agora anuncia-se que, depois de muitas negociações, o governo de Islamabad aceitou a volta dos drones.

Os 3 bilhões de dólares de ajuda financeira americana pesaram mais.

A ´única restrição é que, de agora em diante, os  bombardeios dos drones serão em número muito menor.

Pesquisa recente mostrou que em 2011 foram realizados 75 vôos, causando a morte de 609 pessoas.

Apenas 3 eram comprovadamente membros da Al Qaeda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *