A China desafia a proibição de comprar petróleo iraniano.

Timothy Geithner, Secretário do Tesouto dos EUA, vai à China para tentar convencer o governo de Beijing a reduzir suas compras de petróleo do Irã.

De acordo com nova lei americana, países que importarem petróleo iraniano não poderão mais comerciar com os EUA. No entanto, sempre que julgar  necessário, o Presidente dos EUA poderá abrir exceções.

A China seria certamente uma delas. A economia americana, ainda em crise, sofreria muito sem as compras chinesas.

Geithner sabe que não dispõe de muito poder de barganha. No entanto, v ai tentar conseguir ao menos que os chineses reduzam suas operações com o Irã.

Dificilmente conseguirá. Porta voz do governo da China já anunciou que o país não aceitará qualquer limitação em suas compras de petróleo iraniano. No ano passado, representaram 30% de todas suas importações desse produto.

A posição de Beijing é que a política não deve interferir com o livre comércio.

Além disso, agora que a política externa americana passou a priorizar a Ásia, confessadamente para impedir os avanços da China na região, o momento não é bom para Obama pretender que suas solicitações sejam atendidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *