O Pentágono ataca a Boeing.

A  grande Boeing, principal empresa mundial do setor aeronáutico, foi pega vendendo gato por lebre.

Inspetor-geral do Pentágono descobriu que ela forneceu às forças armadas americanas partes usadas de helicópteros  como se fossem novas.

Deu na Blomberg News: desde 2008, a Boeing repetiu este expediente nada honesto em 4 negócios , totalizando cerca de 16,6 bilhões de dólares.

Segundo a reportagem, numa venda  de helicópteros Chinook CH-47F, no valor de 4,4 bilhões de dólares, em 2008, em vez de enviar as peças novas que informou ao exército serem necessárias, ela restaurou partes de aeronaves mais antigas e as instalou no lugar das novas.

Segundo a porta-voz do inspetor-geral do Pentágono, Bridge Serchak: “A conclusão é que o uso de partes refeitas em vez de partes novas aumentou os lucros da Boeing”.

Além disso, em outros negócios, a Boeing fez mais uma: vendeu como necessárias peças de reposição que, na realidade, nunca precisaram ser usadas.

E assim, diz a porta-voz do inspetor geral do Pentágono: “ Os EUA estão pagando por partes adicionais que não precisam e podem jamais usar.”

Claro, a Boeing negou as acusações, mas a coisa parece que não vai ficar por aí.

Tanto é que o Senado decidiu formar uma comissão para investigar tudo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *