O Irã vai mostrar tudo.

A IAEA (Agência Internacional de Energia Atômica) já realizou muitas inspeções nas instalações   nucleares  iranianas,  mas nunca foi autorizada a entrar em certos locais. O Irã justificava essa proibição, afirmando que temia espionagem – que algum inspetor passasse informações secretas para países hostis.

Agora, o Irã, talvez premido pelas sanções, resolveu se arriscar.

Comunicou que mostraria tudo.

Uma equipe de técnicos do IAEA viajará para Teerã no próximo fim de semana para um programa intensivo de três dias de inspeções, ou mais se necessário.O Ministro de Relações Exteriores, Ali- Akhbar Saleh declarou oficialmente que eles terão livre e completo acesso a todas as instalações nucleares iranianas que quiserem.

O time de inspetores será integrado também por especialistas em armas que deverão dirimir as dúvidas sobre os possíveis programas nucleares iranianos. Lembro que o chefe da IAEA, Yukya Amano, em seu último relatório, assegurou que havia fortes indícios das “más intenções do Irã”. Fotos anexas ao relatório apresentariam evidências de que o governo estaria secretamente trabalhando para conseguir capacidade militar nuclear.

Chegou a hora de investigar se estes indícios eram de fato reais ou produto da fantasia ou da má vontade de Amano. Não vamos esquecer as revelações do Wiki Leaks, provando a suspeitíssima associação dele com representantes americanos.

Teme-se que a má vontade de Amano, já demonstrada no seu último relatório, interprete de maneira enviesada algum aspecto das instalações nucleares iranianas, o que daria mais munição para a verdadeira ofensiva movida pelo Ocidente contra o governo de Teerã.

Mas o receio maior é o contrário: que fique provado o caráter civil do programa nuclear. Com isso, as sanções teriam de ser suspensas ou, pelo menos, poderia se chegar a um acordo com o Irã, que desse tranquilidade ao Ocidente. Qualquer das hipóteses jamais seria aceita por Israel. E um bombardeio seria mais provável do que nunca.

O governo de Telaviv considera como fato inquestionável a existência de um programa iraniano voltado para a produção de armas nucleares. Se os inspetores da IAEA afirmarem que isso não existe, Israel repetirá o que já afirmou antes: o Irã esconde tão bem suas atividades nucleares proibidas que nenhuma inspeção de 3 dias descobrirá.

Com um acordo ou com a retirada das sanções, só restará a opção militar para satisfazer os israelenses.

 

 

1 pensou em “O Irã vai mostrar tudo.

  1. Errata;
    Por erro, publiquei que a inspeção total das instalações nucleares pela IAEA seria realizada no fim desta semana. Na verdade, ela já se relizou, exatamente como foi combinado, tendo começado no fim de semana passado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *