FMI: Grécia poupa os ricos.

Numa inédita crítica, o FMI acusou o governo grego de privilegiar os ricos, fazendo as medidas de austeridade recaírem sobre os menos favorecidos.

Curioso, porque isso normalmente acontece nos países que seguem as receitas do fundo para tentar sair de crises.

“Progressos muito pequenos foram feitos no ataque à notória sonegação fiscal grega. Os ricos e autônomos simplesmente não estão pagando sua parte, o que tem forçado uma excessiva concentração nos cortes em geral e aplicação de taxas mais altas naqueles que ganham salários ou pensões.”

Como se vê, foi um autêntico puxão de orelhas.

Na verdade, não se poderia esperar nada de muito diferente do atual governo da Grécia.

Sendo liderado pelo Partido Conservador, é lógico que procure proteger as classes altas, sua principal base de apoio.

O FMI ao lado do povo, atacando os grandes interesses econômicos…

Não é pegadinha.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *