EUA arma o ISIL, via moderados sírios.

Barack Obama fez o lançamento de sua estratégia anti-ISIL, precedido de grande cobertura de mídia chamando para o evento.

O que ele disse já era, em geral, previsto.

A novidade foi que os EUA passariam a fornecer armas pesadas e amplo treinamento aos moderados sírios para combaterem o ISIL.

Até agora esse grupo, o Exército Sírio de Libertação (ESL) só recebia armas leves e algum treinamento americano na Arábia Saudita, Jordânia e Qatar.

Com foguetes de largo alcance, canhões, lançadores de mísseis e armas anti-tanques, o ESL, ou seja, os moderados  pró-Ocidente, poderiam vibrar golpes destruidores no ISIL.

O senador Randy Paul, o principal libertário do Partido Republicano, é contra.

Para ele, as avançadas armas americanas acabarão indo parar nas mãos do próprio ISIL.

Ele parece ter certa razão.

Refere o Washington Post (em7 de setembro), que investigação do Conflict Armament Research documentou que o ISIL possui significativa quantidade de armas americanas.

Por sua vez o jornal libanês Daily Star (em 8 de setembro) traz informações inquietantes para a Casa Branca.

Forças do ESL, do Nussra (filial da AL Qaeda) fizeram uma aliança com o ISIL para atacar o exército de Assad nas fronteiras do Líbano com a Síria,” revelou Bassel Idriss, comandante de uma brigada do ESL.

Mais: Abu Fidaa, ex-coronel das forças de Damasco, hoje chefe do conselho revolucionário, admitiu que:”Um número muito grande de membros do ESL integrou-se no ISIL e no Nussra.”

Nas lutas pela cidade de Arsaf, no mês passado, foi preso pelo exército legal Imad Jomaa , um islamita que fora membro do ELS antes de jurar lealdade ao ISIL. Toda a sua brigada, o Fajr al-Islam, com um efetivo de 150 homens, o havia acompanhado.

Perigo para a estratégia de Obama.

Armando os sírios moderados, ele não estará fortalecendo indiretamente oo ISIL, que pretende aniquilar?

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *