A classe média americana está ficando para atrás.

A classe média americana não é mais a mais rica do mundo.

Estudos do Luxembourg Income Data Basis revelam que agora ela perde para as classes médias do Canadá e está ficando para atrás de alguns países da Europa.

A razão, segundo esse estudo é a estagnação econômica dos EUA, unida à desigualdade de rendas no país.

Uma análise, publicada no New York Times de 15 de abril, diz que as alíquotas de taxas reduzidas dos mais ricos lhes proporcionam um maior crescimento financeiro enquanto que as faixas de renda das classes média e pobre estão defasadas em relação às equivalentes do exterior.

Além disso, as empresas americanas pagam a seus principais diretores salários e bônus muito maiores do que as européias.

Por outro lado, o salário mínimo dos EUA é mais baixo do que os de outras nações desenvolvidas.

E os sindicatos americanos enfraqueceram nas últimas décadas, ao contrário do que aconteceu no Velho Continente.

No Reno Unido, Suécia e Holanda, a renda média ainda é menor do que nos EUA. Mas a diferença está em constante redução, num ritmo muito mais rápido do que se previa.

O American Way Of Life não é mais aquele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *