A paz sendo demolida.

30 ONGs de Direitos Humanos fizeram um apelo ao Quarteto, grupo formado pelos EUA, Europa Unida, Rússia e ONU para estimular a paz na Palestina.

Elas querem um plano concreto para impedir que os palestinos não percam seus lares.

A campanha de demolição de casas palestinas pelo exército israelense segue a todo vapor.

Citando estatísticas da ONU, as 30 organizações informam que as demolições triplicaram nos últimos 3 anos, chegando a uma média de 64 por mês, em 2012.

Com isso, o número médio de palestinos que é mensalmente despejado subiu de 23, em 2009, para 103, em 2012.

Desde o início do ano, 465 habitações palestinas foram demolidas pelas tropas de ocupação, deixando 676 palestinos sem teto.

Enquanto palestinos são expulsos das casas que eram deles, israelenses são instalados em assentamentos construídos nas zonas ocupadas.

Também nesse caso está acontecendo um grande aumento.

A população dos assentamentos israelenses em terras tomadas aos palestinos triplicou desde 1993, chegando a 342 mil, em 2011. Esse dado não inclui os 200 mil israelenses que habitam atualmente Jerusalém Oriental, tomada dos árabes pelo exército israelense.

Todos esses assentamentos são ilegais sob a lei internacional, que proíbe a transferência forçada de populações civis e proíbe também o exército de ocupação de instalar cidadãos do seu país nas regiões ocupadas.

Era exatamente o que o regime nazista pretendia fazer na Polônia: instalar camponeses alemães nas terras tomadas aos poloneses para germanizar o país.

Nishant Pandey, da OXFAM, uma das 30 ONGs lembra que o Quarteto já publicou 39 condenações do governo de Israel por violações das leis internacionais, sem que Telaviv se dispusesse a interromper seu processo de demolição de casas palestinas.

Desta vez, as ONGs exigem ação: “Que a ONU pressione o governo de Israel para reverter suas políticas e práticas que violam os direitos humanos internacionais e a lei humanitária ao efetuar evicções forçadas, deslocamentos forçados e demolições.”

Infelizment serão, mais uma vez, palavras lançadas ao vento.

O executivo do Quarteto é Tony Blair.

Precisa dizer mais alguma coisa?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *