Todos iguais na guerra civil da Síria.

Agora, fica mais difícil para Hillary Clinton dividir os litigantes na Síria em good guys e bad guys.

Relatório do Conselho de Direitos Humanos da ONU informa que milicianos estrangeiros estão em número cada vez maior reforçando o exército rebelde.

Todos eles são membros das mais radicais e agressivas facções islâmicas.

Eles já representam uma grande porcentagem dos combatentes rebeldes, tendo ainda uma organização muito eficiente.

Por estas razões, diz Paulo Sergio Pinheiro, Presidente do grupo independente que investiga violações para o Conselho da ONU: ”Tais elementos (os milicianos estrangeiros) pressionam os combatentes anti-governo  para posições mais radicais.”

Na mesma ocasião em que Pinheiro fez estas revelações, ele denunciou também que, atualmente, governo e rebeldes se igualam em torturas, assassinatos extralegais e violações dos direitos humanos em geral.

Portanto, acabou-se a dicotomia “good guys x bad guys” .

É hora do Ocidente  esquecer o linchamento moral do ditador Assad e conformar-se que, numa guerra civil, todos cometem crimes.

E o importante é ser pragmático, buscar uma saída negociada entre as partes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *