Romney excede.

Romney não pára de surpreender.

Quem pensava que ele já tinha esgotado seu arsenal de asneiras,enganou-se.

Está sempre deparando com novas tiradas incríveis do candidato republicano.

Romney deu um novo exemplo de algo maléfico que um Irã nuclearmente armado poderia fazer: fornecer uma pequena bomba suja ao Hisbolá para ele explodi-la em plena América.

Dessa vez, foi um bom exemplo de ignorância.

Para se produzir bombas sujas – explosivos que soltam substâncias radioativas – não é necessário material físsil de um programa de  armas nucleares.

Além disso, nem o Irã, nem o Hisbolá são dirigidos por indivíduos suicidas e insanos, pois a ação prevista por Romney desataria todas as fúrias do inferno americano. Lançaria contra os países dos autores as mais terríveis armas de destruição.

Na mesma ocasião em que mostrou não saber o que fala, Romney também declarou que o grande objetivo dos palestinos é destruir Israel, portanto a paz na região é impossível e seu governo não perderia tempo com isso.

Em outras palavras: deixaria tudo como está, com a Cisjordânia submetida a Israel.

Lógico que Netanyahu e seus mais ardentes falcões ficaram emocionados.

No entanto, nem mesmo eles tem coragem de defender essas idéias às claras.

Afinal, a ONU já afirmou que a ocupação da Palestina é ilegal e que ela deveria ser declarada independente nas fronteiras de 1967. Quase todos os países do mundo apóiam.

Até os extremistas que governam Israel concordam publicamente com a idéia dos 2 estados, embora, na prática, sabotem quaisquer negociações de paz, através da expansão contínua de assentamentos na Margem Oeste.

Quanto ao dito objetivo dos líderes palestinos de destruir Israel, também eles não são nem insanos, nem suicidas, pois sabem que não teriam a menor condição de derrotar um dos mais poderosos e bem armados exércitos do mundo.

Depois que Romney provou sua capacidade de lançar as mais incríveis e ridículas afirmações, só nos resta esperar pela próxima.

Segundo os psicólogos, rir faz bem á saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *