Islamofobia no metrô de Nova Iorque.

Começou a aparecer propaganda anti-islâmica no metrô de Nova Iorque.

A partir do dia 24, todos os trens do sistema circulam com um cartaz que proclama: ”Numa guerra entre os homens civilizados e os selvagens, apóie os civilizados. Apóie Israel, derrote a jihad.”

A Autoridade Metropolitana de Transporte havia se negado a publicá-lo por considerar sua linguagem aviltante, mas um juiz federal decidiu em sentido contrário.

O cartaz foi criado por Pauline Geller da American Freedom Defense Iniciative (AFDI), organização classificada como um “grupo de ódio” pelos observadores do Southern Poverty Law Center.

Ibrahin Hooper, porta voz do “Conselho das Relações Islâmico-Americanas” , criticou  o AFDI, mas declarou-se a favor da decisão judicial: “Nossa posição é que a primeira emenda (da Constituição) determina que cada um é livre para ser sectário ou idiota como Pamela Geller. Gostaríamos que ela não fosse provocadora ou instigadora de ódio, mas na América é direito dela.”

De fato, o texto em discussão indiretamente associa os muçulmanos aos jihadistas, mostrando-os como inimigos da civilização, da qual Israel seria o representante.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *