Putin quer a OTAN tirando as castanhas do fogo.

Putin lamentou a decisão da OTAN retirar-se do Afeganistão em 2024.

“Eles se comprometeram”, declarou,”agora tem de acabar o trabalho.”

E esclareceu que é importante para a Rússia que as tropas da OTAN continuem combatendo a produção de heroína, ramo de atividades em que os afegãos são líderes mundiais.

Para o presidente russo, essa ação tem reduzido a entrada desse tóxico no território do seu país.

Convém  a Moscou deixar que os EUA e aliados sacrifiquem soldados e recursos financeiros para ajudar a suavizar um problema russo.

A União Soviética invadiu o Afeganistão em 1979 e ocupou o país até 1989, quando a guerra quase levou o país á falência.

A OTAN, com maioria absoluta de tropas americanas, atacou e conquistou o país em 2001. Desde então vem lutando contra os talibãs, sem conseguir grandes vantagens. A um custo que, só para os EUA, já mais de  500 bilhões de dólares.

Há uma promessa de retirada em 2024, mas já se sabe que Obama deverá manter entre 10 e 20 mil soldados para “treinar” seus colegas afegãos e garantir a estabilidade do governo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *