Putin inspira-se em Stalin.

Ao anunciar o projeto de desenvolvimento do seu governo, o Presidente Putin reportou-se ao que foi executado por Stalin na União Soviética, falando em “um salto à frente”, a mesma expressão usada pelo ditador: “Devemos desenvolver o mesmo poderoso e abrangente salto à frente na modernização da indústria de defesa que foi desenvolvida nos anos 30”.

Apesar de responsável pelo morticínio de 6 milhões de pessoas, Stalin ainda é reverenciado por muitos russos por ter ganho a guerra e transformado um país agrícola atrasado numa das maiores potências industriais  do mundo.

Putin admite que a indústria russa está sucateada devido ao processo de desestatização ruinoso realizado no governo Yeltsin, no qual as empresas do governo foram vendidas a preço de banana; em geral, a partidários do presidente.

Putin colocou a indústria da defesa como o carro-chefe do novo processo desenvolvimentista.

Ele planeja aplicar 680 bilhões de dólares nos próximos 8 anos, sendo que a maioria desses recursos serão destinados à modernização das 1.350 fábricas de armamentos, que empregam cerca de 2 milhões de trabalhadores.

Putin considera que este setor fará encomendas a indústrias de todos os tipos, tirando a economia da estagnação.

Prometeu que a iniciativa privada será chamada a participar dessa renovação econômica.

Para alguns críticos, a indústria de armamentos foi mal escolhida,  pois seria excessivamente retrógrada e corrupta para receber tanto dinheiro.

São lembrados recentes fracassos  como quedas de satélites espaciais e testes falhos de lançamentos de novos mísseis intercontinentais.

Os defensores dos planos de Putin lembram que seu chefe é bastante duro e exigente. Não se espera que ele mande executar dirigentes incompetentes ou desonestos, como Stalin fazia.

Provavelmente se contentará com demissões e processos-crime. Deverão ser pra valer pois Putin está fortemente empenhado em fazer seus planos de desenvolvimento darem certo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *