Proibido bebidas, bikinis e decotes.

Agora, as turistas na Arábia Saudita vão ver o que é ser mulher nesse país.

O governo do rei decidiu que o Comitê para a “Promoção da Virtude e Prevenção do Vício”, popularmente chamado “Polícia Religiosa”, vai fiscalizar os turistas.

E quem mais vai sentir o peso da sua atuação serão as mulheres.

Não mais biquínis, decotes, bebidas alcoólicas, mini saias: a sharia, lei do Alcorão, de 1.400 atrás, proíbe.

E os policiais religiosos, na sua cruzada pela decência, prescrita pela sharia, não vão deixar que elas circulem pelos pontos turísticos do país, perturbando e levando os homens ao pecado.

CDs e DVDs  de diversos músicos ocidentais, shows de televisão e filmes  que contrariem a sharia, também podem cair nas malhas destes guardiães dos bons costumes.

Eles são muito ativos na perseguição de membros de outras religiões que tentam atrair muçulmanos inocentes para seu rebanho.

Eles costumavam usar chicotes para enfatizar suas advertências, proibir presentes no Dia dos Namorados (maléfica invenção ocidental) e prender padres que celebravam missas.

Como o progresso chega até mesmo na Arábia Saudita, havia muitas críticas contra os excessos dos policiais religiosos.

Eles chegaram ao fundo do poço, em 2002, no incêndio de um colégio interno. As moças tentaram fugir,  mas foram barradas por membros da Polícia Religiosa pois estavam de camisola, semi-nuas, portanto.

Esses ínclitos cavaleiros da decência chegaram a lutar com os bombeiros para impedir seu trabalho, enquanto as moças não vestissem algo decente.

As repercussões desse incidente foram muito grandes e incômodas para as autoridades wahabitas ( fundamentalistas muçulmanos, religião oficial do país).

O governo censurou os policiais religiosos, reduziu seus poderes e atribuições. Mas não totalmente.

Se você pretende viajar para a Arábia Saudita, convém dar uma olhada no Alcorão. As leis da sharia continuam de pé.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *