Olmert pode derrotar Bibi.

Uma pesquisa mostrando seu partido na frente decidiu Bibi a antecipar as eleições em Israel para 22 de janeiro, provavelmente.

Agora, outra pesquisa, mais recente, mostra que ele pode ter sido apressado demais.

A Smith Research Survey checou as possibilidades de um partido de centro-esquerda  liderado por Ehud Olmert, incluindo os líderes do Kadima e do Yesh Atid, e verificou que venceria.

De acordo com essa pesquisa, o partido elegeria 31 representantes para o Congresso.

O Likud de Netanyhau ficaria com apenas 27, enquanto os partidos Yisrael Beytenu e Trabalhista teriam, respectivamente, 14 e 11 eleitos.

Poderia ser o fim da política linha-dura de Bibi, que inviabilizou completamente a paz com os palestinos.

Como se sabe, Olmert já se declarou várias vezes partidário da criação de um estado palestino independente, baseado nos limites de 1967, conforme resolução da ONU. Aceita também que Jerusalém Oriental seja a capital desse novo estado e um acordo justo com os palestinos que foram expulsos de Israel, quando de sua fundação.

Recentemente, ele informou que, no fim do seu mandato como primeiro-ministro, havia proposto um acordo a Mahmoud Abbas, Presidente da Autoridade Palestina, dentro dessas linhas gerais. Mas, Olmert perdeu as eleições para Netanyhau, que melou tudo.

O fato dessas posições serem defendidas por Olmert agora não significa que serão certamente efetivadas, caso ele assuma o governo.

O establishment de Israel é muito forte, não será facilmente vencido, nem mesmo pelo chefe do governo.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *