Líder da oposição renuncia, atacando Netanyahu.

Tzipi Lipni, líder do Kadima, partido da Oposição de Israel, renunciou ao Knesset (Parlamento).

Mas saiu atirando.

Acusou o governo do Primeiro-Ministro Netanyahu de estar colocando Israel em perigo mortal.

As posições do governo estariam destruindo as possibilidades de um acordo de paz com os palestinos e arriscando a segurança do país numa guerra inútil contra o Irã.

‘’Israel está sobre um vulcão”, ela declarou,”os ponteiros do relógio internacional não param e a existência de um estado democrático e judaico acha-se em perigo mortal.”

Referia-se às persistentes negativas de Netanyahu em aceitar a interrupção da construção de novos assentamentos, condição para o início das negociações com os árabes palestinos, e aos contínuos desrespeitos do governo à lei internacional.

E Tzipi comentou: “Não preciso do chefe do Shin Bet (serviço de inteligência) para saber isso”.

Recentemente, Yuval Diskin, chefe do Shin Bet, criticara o dogmatismo de Netanyahu e sua atitude de falcão diante do problema iraniano.

Há um mês atrás, Tzipi Lipni já havia se revoltado contra a série de leis totalitárias que o governo Netanyahu vinha apresentando, advertindo que Israel estava no caminho da ditadura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *