Extrema-direita bombando nas eleições israelenses.

O Likud, partido do premier Netanyahu, disputa as eleições parlamentares israelenses em chapa única com o Beiteinu, do ex-ministro das Relações Exteriores, Avigdor Lieberman.

São ambos de direita.

Agora, esta chapa está perdendo terreno para um partido ainda mais direitista:o Jewish Home.

De acordo com recente pesquisa publicada pela Haaretz, o Jewish Home elegeria 14 deputados às custas da coligação Likud-Beiteinu, que perderia 8 deputados.

Numa tentativa de recuperar o terreno tomado pelos adversários, chefões do Likud partiram para posições bastante radicais.

O ministro do Governo, Yuli Edelstein; o líder da base aliada,Ze’ev Elkin e o lider dos moradores dos assentamentos, Moshe Feiglin, defenderam em reunião pública a anexação da Cisjordânia a Israel. Sem mais conversa.

Comentando esse fato e a política de aceleração da construção de assentamentos, promovida pelo primeiro-ministro Netanyahu, Tsipi Livni, líder do partido de centro, Hatnua, declarou : “A aliança Likud-Neiteinu é de extrema-direita e provocará a destruição do sionismo…A extrema-direita tornará Israel um estado boicotado e isolado.”

A pesquisa do Haaretz revelou também que a direita aparece com grande chance de vencer as eleições parlamentares.

Se as eleições fossem agora, ela elegeria 67 candidatos contra apenas 53 do grupo de partidos de centro-esquerda.

Claro, a situação pode mudar, mas não há muito tempo para isso.

O pleito será já em 22 de janeiro.

 

 

.

.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *