Egito: morte aos prisioneiros.

É dura a sorte dos prisioneiros egípcios na ditadura militar.

Segundo relatório divulgado pelo site Middle East Eye, em um ano, entre julho de 2013 e julho de 2014, morreram 264 nas celas do país devido a maus tratos ou ausência de cuidados médicos.

Por sua vez, a Anistia Internacional denunciou o desaparecimento de 41 mil pessoas nas prisões da ditadura durante os últimos dois anos do governo do general Sissi. Não se sabe onde estão, ou o que foi feito deles.

Em relatório do Conselho Nacional de Direitos Humanos, as famílias dos detentos queixam-se de que em raids realizados em março de 2015, eles foram privados dos seus bens, objetos para a prática de religião e documentos relacionados a seus casos. E nunca os receberam de volta.

Finalmente: o Comitê Egípcio de Coordenação de Direitos Humanos relatou violências contra prisioneiros políticos, inclusive uma série de abusos, desde torturas físicas a psicológicas, além da privação de alimentação, água, ventilação e medicamentos de uso diário obrigatório.

Houve um foco especial na situação na prisão Scorpion Torah onde durante vários meses se recusou qualquer medicamento, apesar da maioria dos presos sofrer de doenças crônicas, e  de cirurgias mesmo necessárias. Muitas vezes a comida servida era imprópria para alimentação. Diz Joe Stark, diretor da Human Rigths Watch para o Oriente Médio e o Norte da África: “O presidente al-Sissi e sua entourage colocam em execução uma ordem tão altamente repressiva que , com o uso de prisões arbitrárias, torturas em regimes de custódia, desrespeito aos direitos civis e políticos e tolerância extremamente limitada a críticas que estão fazendo, mais do que qualquer um, para prejudicar a reputação do Egito.”

No recente debate entre os pré-candidatos republicanos à presidência dos EUA, o senador Ted Cruz colocou o general Sissi como um exemplo a ser seguido pelo presidente Obama.

Cruz Credo!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *