Descoberta mais uma prisão secreta da CIA.

Agora foi na Lituânia.

Cinco membros do Parlamento europeu visitaram uma prisão secreta da CIA, em Vilna, na Lituânia.

No mês passado, foi na Polonia.

Essas prisões integravam a rede secreta da CIA, usada pelo programa de “extraordinary renditions”, do Governo George Bush.

Através desse programa secreto, financiado com dinheiro dos cidadãos americanos à sua revelia, indivíduos suspeitos de terrorismo eram raptados no Exterior e transportados por aviões a países onde podiam ser interrogados com violência, sem problemas com a justiça ou com a imprensa locais.

Sabe-se que, além da Polônia e da Lituânia, o Afeganistão, a Líbia (de Kadaffi), o Egito (de Mubarak), a Tailândia e possivelmente a Romênia estavam entre os países usados pelas “renditions” da CIA.

Depois de tomar posse, Obama encerrou esse “programa”. No entanto, afirmou que seu governo não processaria pela prática de torturas (ilegais nos EUA) nenhum dos implicados nos tempos de Bush.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *