Como o 1% paga impostos. Ou não paga.

O Citizens for Justice in Taxes e o Institute on Taxation and Economic Policy publicaram um estudo sobre os pagamentos de impostos de renda de 280 entre as 500 principais corporações americanas listadas pela revista Fortune.

Para surpresa geral, graças às generosas isenções do governo, 26 destas grandes companhias não pagaram nada nos anos entre 2008 e 2011.

Entre elas havia algumas gigantes como a General Electric, a Boeing e American Electric.

4 outras não pagaram o imposto no período 2008-2010, mas o fizeram em 2011.

É verdade que bem abaixo dos 35% que normalmente o leão americano cobra. A Dupont pagou 10,95%, a Wells Fargo 3,8%, a Honeywell International 2,09% e a DT Energy, 0,2%.

O total dos subsídios recebidos por estas empresas foi de 78,3 bilhões de dólares sobre um lucro que somou 220 bilhões.

Uma das medidas de Roosevelt para fugir da crise de 1929 foi impor taxas maiores às empresas mais ricas.

Nos governos seguintes, essa medida foi, inicialmente, abolida e, em seguida, substituída por vantagens tributárias sucessivas às empresas antes mais taxadas.

George W. Bush foi além: criou subsídios especiais para elas.

Dizia ele que, não havendo onde gastar, os grandes empresários seriam forçados a investir na economia o que traria mais empregos, mais negócios, mais crescimento.

Aparentemente, não foi bem isso o que aconteceu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *