Chefes talibãs presos por corrupção.

Chefes talibãs, quem diria, estão envolvidos em escândalo de corrupção.

E, olha, são gente da pesada. O Mulá Ismail, até no ano passado, Chefe da Comissão Militar Talibã; o Mulá Ahad Agha, comandante na província de Zulbi e o Mulá Ghulam Hassan, antigo chefe da inteligência e comandante na província de Ghazni.

Os três chefes eram pagos pelo governo do Afeganistão para dar “proteção”, no tradicional estilo mafioso, a comboios de suprimentos da OTAN e de Kabul. Acredita-se também que eles recebiam suborno para participar de reuniões com o Alto Conselho de Paz do Afeganistão.

Todos estes fatos são corroborados por investigação do Congresso America no, em 2010, sobre contratos do Pentágono no valor de 2 bilhões de dólares,  para suprimento das tropas no Afeganistão. Descobriu-se então que parte desse dinheiro fora pago para comprar proteção de comandantes talibãs.

A prisão dos 3 mulás foi um choque para os milicianos. Eles temem que a conhecida corrupção do governo Karsai tenha contaminado as fileiras dos insurgentes.

E, o que é muito mal para uma possível paz, olham com desconfiança recentes negociações  do principal líder, o mulá Omar, com representantes dos EUA.

Quem lhes garante que Omar não esaria também sendo subornado para aceitar condições desvantajosas?

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *