A ONU critica excesso de execuções na Arábia Saudita

 A Arábia Saudita foi criticada pelo setor de Direitos Humanos da ONU por ter aumentado significativamente o número de execuções no ano passado. Foram 70 contra 29 em 2010, o oposto da tendência mundial. Uma das pessoas executadas foi uma mulher, condenada por bruxaria… 

Também foi objeto de crítica a brutalidade de certas penas como a amputação dos dois braços dos punidos por roubo.

A Arábia Saudita é o principal aliado EUA no mundo árabe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *