A Europa pode banir os produtos dos assentamentos.

Um diplomata grego, em seminário internacional, informou que a Europa Unida estava considerando banir os produtos dos assentamentos israelenses na Palestina.

Não poderiam ser importados por qualquer nação do grupo.

O diplomata disse também que talvez se optasse por simplesmente marcar com um carimbo “produto dos assentamentos na Palestina”. Isso já havia sido feito pela União Sul Africana, causando ácidos protestos do governo Netanyhau.

A decisão da Europa Unida é coerente com recentes declarações de lady Catherine Ashton, Chefe de Relações Exteriores da comunidade.

Ela protestou contra a permissão dada por Telaviv  para a construção de 130 unidades residenciais no assentamento de Har Homa, em Jerusalém Oriental.

“Os assentamentos são ilegais sob a lei internacional e ameaçam tornar a solução dos 2 estados impossível”, ela justificou, lembrando a posição da Europa Unida, exigindo que Israel “imediatamente   terminasse todas as atividades na área de assentamentos na Margem Oeste, incluindo Jerusalém Oriental.”

A Europa Unida já proíbe os estados-membros de oferecerem isenções de tarifas aos produtos manufaturados por israelenses nos territórios árabes ocupados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *