A Alemanha processa espião da CIA.

Os EUA continuam com o mau hábito de espionar seus aliados.

Apesar de Obama ter jurado que jamais a primeiro-ministro Merkel voltaria a ser objeto de espionagem, certamente não incluía o governo dela nesta garantia.

A BND, agência de inteligência da Alemanha, prendeu e está processando por traição um ex-funcionário por ter entregue á CIA mais de 200 documentos secretos.

A prisão deste elemento aconteceu no ano passado, justamente quando estourou o escândalo da bisbilhotagem da NSA nos computadores alemães.

Pegou muito mal, considerando que os governos de Berlin e Washington são fraternais aliados desde a Guerra Fria.

O BND revelou que o espião passou informações à CIA no período entre 2008 e meados de 2014, recebendo pelo menos 102 mil dólares por seus “bons serviços.”

Ele trabalhava num departamento responsável pela proteção dos soldados servindo no exterior, tendo, além disso, acesso a materiais considerados muito sensíveis.

Acusado de traição, revelação de segredos oficiais e corrupção, o espião da CIA poderá pegar prisão perpétua.

Com os alemães não se brinca.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *