Vai dar Obama.

As últimas pesquisas mostram que dificilmente Barack Obama deixará de se reeleger. Embora as pesquisas de opinião dos eleitores mostrem diferenças mínimas entre os dois candidatos, a verdade é que valem muito pouco devido ao sistema eleitoral americano.

Lá, cada estado tem um número de votos eleitorais correspondente a sua população. E o candidato que vencer leva todos os votos do estado.

Elege-se presidente quem obtiver a maior soma de votos eleitorais.

Portanto, o que interessa são as pesquisas do colégio eleitoral, que aferem a soma de votos dos candidatos em cada estado onde venceu.

Aí a vitória de Obama se desenha como praticamente certa.

Ele ganha numa soma de estados que lhe dariam 221 votos eleitorais. Romney teria só 136.

Os estados onde as pesquisas indicam equilíbrio somam 181 votos eleitorais.

Como o vencedor precisa obter 270 votos, Obama terá de ganhar apenas 49 desses votos de estados indecisos.

Já Romney terá uma tarefa muito mais árdua: precisará de mais 134 votos, ou quase o triplo da meta do seu rival.

O total de votos nos estados onde a vantagem de Obama é sólida é 142.

Já Romney tem vantagem firme em estados que representam apenas 76 votos eleitorais. Quase a metade do previsto para Obama.

Nos  6 “swinging states”, estados que não tem uma posição normalmente favorável ao candidato de determinado partido, Obama também se sai bem.

Vence em Pensilvânia, Ohio, Iowa, Florida e Virginia, perdendo apenas na Carolina do Norte.

Tudo indica que Obama só perde se acontecer algo absolutamente desastroso na sua campanha.

Acho que, mais uma vez, o Apocalipse vai ser adiado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *