Sanções ferrando o Irã.

Apesar dos iranianos afirmarem que a economia do país até que vai bem, que as sanções fracassaram, a verdade é bem outra.

A proibição de importação do petróleo iraniano pelos EUA está funcionando, reduzindo as vendas desse produto que representa 80% do total de produtos exportados pelo Irã.

As exportações caíram de 2,5 milhões de barris por dia, em 2011, para entre 1,2 e 1,8 milhões de barris por dia, neste ano.

Depois de forçarem grandes consumidores de petróleo iraniano como o Japão, a Turquia e a Coréia do Sul a reduzirem suas compras, os EUA tentam agora convencer a China.

Mas aí a parada é dura.

Os chineses, que respondem pela compra de 20% do petróleo exportado iraniano, já declararam que não vão ceder a pressões.

Nesse cenário um tanto negativo, o Irã obteve uma vitória, vamos dizer, moral. Foi quando a Suiça recusou-se textualmente a aderir, ainda que parcialmente, ao boicote do petróleo iraniano.

O embaixador americano, em nome de seu pais, expressou profunda decepção diante deste gesto inusitadamente rebelde dos suíços.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *