Sanções com sanções se paga.

Os EUA estão experimentando o próprio veneno.

Eles se cansaram de usar sanções para punir meio mundo; o Iraque, Gaza, a Sérvia, o Irã, vários países africanos e, ultimamente, a Rússia.

Todos eles, e mais alguns que eu não lembro, sofreram as conseqüências dos castigos yankees sem poder reagir.

Ooops…Nem todos, a Rússia não ficou passiva.

Diante das sanções impostas por Washington por sua atuação na crise da Ucrânia, a Rússia reagiu com… sanções.

Elas interrompem as exportações dos motores para foguetes RD-180, essenciais para o programa espacial americano.

Há duas décadas, esses motores (que só os  russos fabricam) vinham sendo usados para o lançamento dos foguetes Atlas V americanos.

A Nasa usa a maioria dos motores RD-180 para colocar satélites espiões no espaço.

 

Sendo descartáveis, os RD-180 não podem ser recuperados e recondicionados para novas missões.

Por isso, eles precisam ser constantemente adquiridos pelos EUA para a manutenção do seu programa de lançamentos espaciais.

A empresas particulares americanas estão trabalhando no desenvolvimento de soluções, mas vôos com astronautas só poderão ser realizados a partir de dezembro de 2015.

Até lá, os americanos vão depender dos russos.

Nada feito, enquanto as sanções continuarem de pé.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *