Povo americano quer acordo com Irã.

A Casa dos Representantes votou novas e devastadoras sanções contra o Irã.

Para virar lei, tem de passar pelo Senado, cujos líderes já se declararam a favor.

A maioria dos congressistas partilha da posição de Netanyahyu: acordos não resolvem a não ser que representem a rendição total de Teerã.

Ou isso, ou bomb, bomb, bomb!!!

Apesar da descrença do congresso americano a acordos com o Irã na questão nuclear, o povo americano é francamente favorável.

É o que mostra a mais recente pesquisa.

Diante da pergunta “você apoiaria ou se oporia a um acordo no qual os EUA e outros países  suspendessem algumas das suas sanções econômicas contra o Irã, em troca de restrições do programa nuclear iraniano, que tornassem mais difícil produzir armas nucleares” 64% foram pelo apoio, contra a oposição de apenas 30%.

O surpreendente é que, segundo a mesma pesquisa, a maioria duvida que esse acordo seria o primeiro passo para efetivamente se evitar que o Irã desenvolvesse armas nucleares.

O placar foi praticamente igual:  61% x 36%.

Conclusão: os americanos querem o acordo nuclear, mesmo que não impeça Teerã de vir a ter sua bomba do juízo final.

Por aí se deduz que eles não acreditam que um Irã nuclearmente armado possa ameaçar a segurança dos EUA.

A posição pacifista do povo americano fortaleceu o governo no seu empenho em convencer os senadores a esperarem pela celebração de um possível acordo com o Irã antes de votarem novas sanções.

Como um acordo preliminar acabou saindo, espera-se que o projeto das sanções não passe.

Mas, a parada está longe de ser vencida.

A poderosa AIPAC e outras associações pró-Israel continuam pressionando.

A bola está com os senadores.

Eles terão agora uma chance de provarem que são representantes do povo dos EUA , não dos políticos de Israel.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *