Kerry propõe suspensão parcial dos assentamentos.

Depois de meses de negociações, John Kerry, secretário de Estado dos EUA, deve apresentar sua proposta para o início das negociações de paz entre israelenses e palestinos.

Ela consiste num congelamento parcial dos assentamentos. Não poderiam acontecer nas áreas fora daquelas onde já existem blocos de assentamentos israelenses.

Já se sabe que haverá contestações.

O Likud, o partido majoritário (de Netanyahu) acaba de eleger como dirigentes políticos radicalmente contrários a qualquer concessão nesses territórios.

Ainda na base aliada, para o partido que reúne os assentados toda a Palestina foi dada por Deus ao povo de Israel. Portanto, não se pode contrariar Sua vontade, repartindo-a com árabes palestinos.

Já os próprios negociadores palestinos, seguidores do ultra- moderado Mahmoud Abbas, tambem não concordam pois dentro da área dos blocos há muito espaço para expansão dos assentamentos. Com isso, enquanto durassem as negociações, novos assentamentos poderiam continuar a serem construídos, tornando as fronteiras dos territórios a serem divididos constantemente alteradas.

Ainda não se conhece a opinião dos setores do Fatah, partido de Abbas. Os mais radicais certamente ficarão contra.

Kerry pretende conquistar Abbas e habitantes da Cisjordãnia, acenando com investimentos de alguns bilhões de dólares na região.

É duvidoso que consiga pois congelamento parcial não impede novos congelamentos, como os palestinos patriotas sempre exigiram.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *