Iraque rejeita exército americano.

O Pentágono acha que deve haver forças terrestres americanas no Iraque lutando contra o ISIS.

Tanto o general Dempsey, chefe do Estado-Maior Das Forças Armadas, quanto o general Odierno, comandante do Exército, garantem que sem elas não se poderá derrotar os selvagens terroristas.

Já o presidente Barack Obama discorda.

E tem repetido várias vezes que soldados americanos não serão enviados para o Iraque de jeito nenhum.

Claro, as eleições parlamentares serão em novembro e o povo americano mostrou em várias pesquisas que voltar ao Iraque… jamais!

Agora, o principal interessado no assunto, o  governo iraquiano, acabou com a discussão.

O primeiro-ministro Hayder Abadi foi enfático.

Referindo-se à idéia de soldados americanos mandando bala no Iraque, ele disse: “Nós não os queremos! Nós não vamos permitir (a vinda dos americanos)!”

Abadi aproveitou para ironizar a exclusão do governo iraquiano da conferência em Paris sobre a campanha anti-ISIS.

Qualificou o fato como “enigmático.”

Mais correto seria considerar uma humilhação.

Outras certamente virão.

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *