Gaza no caminho da reconciliação Turquia- Israel.

A reconciliação entre Turquia e Israel, iniciada graças aos bons ofícios do presidente Obama, não será fácil.

Gaza surge como um obstáculo.

O jornal turco Sunday Zamen informa intenções do presidente Erdogan que podem tirar o apetite de Netanyahu.

Ele teria decidido só nomear um embaixador para Telaviv depois que o governo israelense acabasse com o bloqueio de Gaza.

Como Bibi não pretende fazer isso de modo algum, as relações turco- israelenses continuariam incompletas até Deus sabe quando.

Mas há mais problemas ameaçando frustrar o trabalho diplomático do presidente Obama.

Como se sabe, além de pedir desculpas pelo massacre da “Flotilha da Liberdade”, que levava suprimentos a Gaza, Israel precisa indenizar a família das 9 vítimas, se quiser reatar com Ancara.

Autoridades israelenses estão a caminho da Turquia para discutir o valor dessa indenização.

Em entrevista ao jornal Hurriyet Daily News, autoridades turcas afirmaram que terá de ser uma quantia importante.

De cara, rejeitam a ideia dos israelenses pagarem apenas 70 mil dólares a cada família.

Seria igual ao que o governo turco pagou às famílias de civis mortas acidentalmente pelo exército turco em operações realizadas em 2011.

Para a Turquia, as circunstâncias são diferentes.

O incidente do mar de Mármara teria sido muito mais grave pois fora deliberado.

A “Flotilha da Liberdade” foi atacada por ordens diretas do governo de Israel.

Na entrevista ao Hurryiet, um dos turcos enviou um recado duro aos israelenses: não se barganha com vidas humanas.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *