Espionagem americana: Irã não é ameaça.

Sábado passado, artigo do New York Times informou que os serviços secretos civis e militares dos EUA reafirmaram que o programa nuclear iraniano não oferece perigo.

Na opinião desses serviços, o Irã não só não está desenvolvendo um programa nuclear militar, como também não demonstrou tais intenções.

“Recentes avaliações das agências de espionagem americanas”, diz o New York Times, “são bastante consistentes com as revelações da inteligência em 2007, concluindo que o Irã havia abandonado seu programa de armas nucleares há anos. Os chefes das agências afirmaram que as avaliações de 2007 foram confirmadas em 2010 pela National Inteligent Estimative e elas representam a visão consensual de 16 agências de inteligência”.

Testemunham estas afirmações nada menos do que James R. Clapper, o diretor da inteligência nacional; David Petraeus, diretor da CIA; Leon Panetta, Secretário da Defesa e o General Martin Dempsey, comandante do estado maior das forças americanas.

O artigo do Times também diz que “autoridades da inteligência e analistas externos” acreditam que  “o Irã estaria procurando fortalecer sua influência na região, criando o que alguns analistas chamam de “ambiguidade estratégica”. Em vez de produzir uma bomba agora, o objetivo do Irã seria aumentar sua imagem de poder, lançando dúvidas entre as demais nações a respeito de possíveis ambições nucleares”.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *