Cai a confiança do povo americano.

O povo dos EUA está cada vez mais descrente de suas instituições de governo.

Pesquisa Gallup publicada em 30 de junho mostra baixos índices de aprovação sobre o Legislativo, Executivo e Judiciário.

Os deputados e senadores ganham as piores notas. Apenas 9% do público tem opinião favorável deles.

Além de ser um resultado deprimente, ainda representa ruma grande queda em relação aos escassos 26% obtidos em 1990.

Pesquisa anterior revelava que no máximo 22% achavam que os congressistas atuais mereceriam ser reeleitos.

A presidência também vai mal.

Não passa de 29% o número daqueles que a elogiam.

É trágico se considerarmos que, durante os mesmos 6 anos de governo, Clinton tinha 51% e até Bush vinha melhor do que o presidente atual, com 33% favoráveis, embora no ano seguinte descesse até 26%.

Nuvens negras parecem vaguear pelos céus democratas agora que as eleições parlamentares de meio-termo se aproximam.

A Suprema Corte é a instituição mais bem votada.

Nem por isso mereceu muitas palmas.

30% lhe dá  a liderança entre os três poderes, mas é pouco.

Muito abaixo dos 72% do povo americano que, em 1991, aclamava seus mais altos juízes.

Esse declínio da boa vontade popular em relação aos setores que compõem o governo americano levam a uma reflexão.

Deve haver algo podre no reino da Dinamarca, como diria Hamlet.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *