Contra dissidentes, o esquadrão de assassinos do príncipe saudita.

Deu no New York Times de 18 de março: o brutal assassinato do jornalista Khashogi foi apenas mais um dos crimes do Grupo de Intervenção Rápida, da Arábia Saudita.

Continuar lendo

Mulheres em fuga da Arábia Saudita.

A caminho da Austrália, a jovem saudita Rahaf al-Qunun foi detida pela polícia do aeroporto de Bangkok, Tailândia, sendo seu passaporte confiscado por um membro da embaixada do seu país. Ela declarou estar fugindo das violências brutais praticados por sua família depois dela ter cortado seu cabelo bem curto, o que é um pecado mortal para o Islam radical.

Continuar lendo