Trump quer abrir para os sauditas as portas que fechou para o Irã.

No day after da bomba de Hiroshima, os EUA e a União Soviética se confrontaram naquela que foi chamada de “Guerra Fria”. E o pesadelo do advento de uma possível guerra de verdade, empregando armas nucleares capazes de destruir a humanidade, espalhou-se por toda a parte.

Continue lendo

Donald Trump e um príncipe acima de qualquer suspeita.

Numa das suas conversas telefônicas com o brother Kushner, genro de Donald Trump, o príncipe coroado saudita ponderou, candidamente: “Não entendi porque o incidente no consulado de Istambul causa tanto barulho?”

Continue lendo

Na Arábia Saudita, lugar de feminista é na cadeia.

As mulheres sauditas estão muito felizes porque a partir de 24 de junho poderão guiar seus carros.

Continue lendo