Depois de 40 anos de neoliberalismo, o Labor propõe re-nacionalizações.

No Reino Unido, depois da 2ª Grande Guerra, o governo trabalhista de Clement Attle iniciou um processo de ampla socialização. Foram passados para o estado as empresas inglesas de automóveis, energia, petróleo, aviação comercial, aço, carvão e os serviços de água, telefone, gás, transporte urbano, telecomunicações, eletricidade, transporte ferroviário e saúde pública.

Continuar lendo

Entre o Irã e os EUA, as empresas europeias balançam.

Quando negou-se a certificar o Irã, Trump anunciou que deixaria para o Congresso a missão de aprovar ou não o acordo nuclear com o Irã. Falou também que estava ordenando dura sanções contra a Guarda Revolucionaria do Irã, a Quds Forces. Quem fizesse negócios com ela não poderia mais negociar com os EUA.

Continuar lendo

A Escócia pode conseguir carona nas eleições antecipadas inglesas

Há poucos meses, a primeiro-ministro do Reino Unido, Teresa May, negou de pés juntos a possiblidade de antecipar as eleições.

Continuar lendo