Prisões ilegais, torturas, chantagem…é a campanha “anti-corrupção” da Arábia Saudita

Numa única noite, mais de 200 príncipes, ministros, políticos e magnatas saudita, alguns bilionários, foram presos, sem mandado judicial. Sendo, em seguida, internados no luxuoso Ritz-Carlton Hotel, em Riad, capital da Arábia Saudita, reservado especialmente para “hospedar” essas nobres figuras.

Continuar lendo

Arábia Saudita tenta desestabilizar o Líbano.

Quando, em três de novembro, Saad Hariri, primeiro ministro do Líbano, embarcou no voo que o levaria à Arábia Saudita, estava tranquilo e satisfeito. Ainda no aeroporto, da partida, ele tinha marcado um encontro com seus assessores para daí a três dias, quando ele esperava voltar. Muito animado. Hariri contou que, na sua visita anterior à Arábia Saudita, o príncipe herdeiro, Mohamed bin Salman, havia feito “declarações encorajadoras”, inclusive prometendo revogar a suspensão de um pacote de armas do governo de Riad para o exército libanês

Continuar lendo

Lava Jato na oposição saudita.

Às 11 da noite de um sábado, 4 de novembro, os hóspedes do Royal Carlton Hotel foram acordados pela polícia da Arábia Saudita.

Continuar lendo

Os EUA, armando o inimigo.

É altamente discutível o ditado “inimigo do meu inimigo, meu amigo é”. Sobretudo quando esse “amigo” é seu inimigo número 1.

Continuar lendo